Dificuldade de emagrecer na terceira idade: Saiba como resolver

Você é uma das pessoas que sente dificuldade de emagrecer na terceira idade? Leia esse artigo até o final e descubra o que está te atrapalhando a ficar com o corpo em forma mesmo após os 60 anos.

Mas, antes, responda qual das opções abaixo você se identifica.

Com o passar dos anos…

  1. as suas roupas ficaram mais apertadas, principalmente na barriga
  2. o peso na balança só foi aumentando
  3. você faz dieta, mas não consegue emagrecer
  4. você está mais fraca e flácida
  5. todas as opções anteriores

Saiba que você não é a única!

É muito comum as pessoas terem dificuldade de emagrecer na terceira idade. Normalmente, que já passou dos 60 acredita que não pode mais recuperar a boa forma que tinha quando era mais jovens.

Ou até mesmo acha que nunca terá um corpo em forma, pois sempre esteve acima do peso. E, não vai ser agora, depois dos 60, que terá um corpo mais magro e em forma.

Mas eu posso te afirmar que tudo isso é possível, SIM!

Na verdade, a idade não é empecilho para ter um corpo jovem, em forma, saudável e capaz.

Você só precisa descobrir o que está te atrapalhando a ficar com o corpo em forma após os 60 e começar a fazer o que é certo.

Muitas pessoas culpam o metabolismo lento pelo ganho de peso. Mas, ele não é o único culpado pelo aumento de peso a cada década que passa.

Na verdade, são vários fatores que levam ao aumento de peso ano após ano. A boa notícia é que, a maioria deles pode ser modificada. Então vamos descobrir agora quais são os fatores que levam ao aumento de peso e à dificuldade de emagrecer em pessoas após os 60 anos.

 

Fatores que levam ao aumento de peso depois dos 60

dificuldade de emagrecer na terceira idade

Genética

Muitas pessoas colocam a culpa na genética pela dificuldade de emagrecer na terceira idade. No entanto, as pesquisas já comprovaram que a influência da genética é de cerca de 20%, apenas. Você até pode ter o gene herdado de seus pais, mas ele só se manifestará se você contribuir para isso.

Então, aquela desculpa “Eu tenho tendência” ou “É a minha genética” não cola mais, ok?

Hormônios

A ciência tem mostrado que o principal motivo de envelhecermos é o declínio hormonal. Isso porque, os hormônios são responsáveis por todo o funcionamento do nosso organismo. Cada um tem a sua ação específica, mas um mesmo hormônio pode desempenhar mais de 400 funções, como é o caso do estrógeno.

Uma das consequências de redução hormonal mais conhecidas é a menopausa, caracterizada, principalmente, pela redução do estrógeno nas mulheres. Nos homens é a andropausa, causada pela redução de testosterona, que, aos 50 anos, pode ter um declínio de cerca de 35%. A queda desses hormônios deixa o metabolismo mais lento e favorece o acúmulo de gordura, alterando a forma e a composição corporal.

Alterações na forma e na composição corporal

Se você respondeu, lá no início do texto, que as roupas ficaram mais apertadas, principalmente na barriga e que está mais fraca e flácida, isso é resultado das mudanças na forma e na composição corporal, outro fator que influencia na dificuldade de emagrecer na terceira idade.

Com o envelhecimento, o corpo perde água, músculos e ossos (veja a tabela da composição corporal) e as pessoas deveriam diminuir o peso.

 

Composição Corporal Jovens Idosos Alteração
Gordura Corporal De 15% a 25% De 25% a 80% + 20% a 30%
Massa Muscular 36% a 45% 10% a 35%

(Perda de 1-2% ao ano)

– 20% a 50%
Massa Óssea 100% De 30 a 50%

(Perda de 1-3% ao ano)

– 20 a 30%
Água corporal 70% 50% – 20% a 30%

No entanto, o que acontece é o contrário.

Entre os 40 e os 60 anos, perde-se, aproximadamente, 200g de músculo, mas ganha-se 600g de gordura por ano. Isso equivale ao ganho de 12kg de gordura.

Assim, a maioria das pessoas aumenta o peso na balança, por causa do ganho de gordura!

 

Redução na taxa de metabolismo

Outro fator que influencia na dificuldade de emagrecer na terceira idade é a redução na taxa de metabolismo. A taxa de metabolismo de repouso é a quantidade mínima de energia necessária para manter as funções do corpo e varia de pessoa para pessoa e de acordo com a idade, o sexo e o peso.

É verdade que o metabolismo fica mais lento conforme a pessoa envelhece, com redução de 10% por década, dificultando o processo de emagrecimento. E isso acontece, principalmente, por causa da redução dos hormônios, perda de músculos e falta de movimento. Além disso, doenças como a diabetes e o uso de remédios também podem alterar o metabolismo, favorecendo o acúmulo de gordura corporal.

Existem algumas formas para acelerar o metabolismo, que incluem estratégias alimentares, aumento da massa muscular e maior gasto energético, através de atividades físicas.

Contudo, não se engane! A dificuldade de emagrecer na terceira idade não é culpa do metabolismo!

 

Perda de massa muscular

Como visto anteriormente, a perda de massa muscular aumenta a cada ano, podendo chegar a 20% por década. Assim, uma pessoa de 80 anos pode ter apenas metade da quantidade de músculos de quando era jovem.

A perda da massa muscular pode levar a problemas de locomoção e, por isso, é considerada uma das mais importantes causas de declínio funcional e perda de independência em idosos.

Ela pode levar a problemas de locomoção e também está associada a uma série de doenças crônicas, como a osteoporose, fadiga, quedas e, infelizmente, morte.

Mas, por que o metabolismo diminui quando você perde músculos?

Porque mesmo em repouso, o músculo queima cerca de 3 vezes mais calorias do que a gordura. Enquanto 10 kg de gordura queimam 20 calorias por dia, a mesma quantidade de músculos queima 50 calorias.

Então, a baixa quantidade de músculos é um importante fator que traz dificuldade de emagrecer na terceira idade.

Para saber se está perdendo massa muscular, faça um teste simples, rápido e gratuito, CLICANDO AQUI.

 

Alimentação

Não é novidade para ninguém que não ter uma alimentação saudável e balanceada não só dificulta a perda de peso, como também engorda e faz mal à saúde.

Porém, o que as pessoas não sabem é que existem algumas estratégias simples e eficientes para acelerar o metabolismo, ajudando a emagrecer.

  • Não pule refeições.
  • Faça pequenos lanches entre as refeições, com oleaginosas e grãos que dão mais saciedade
  • Tome bastante água para facilitar todos os processos do metabolismo
  • Aumente o consumo de proteínas para evitar a perda de músculos e aumentar o gasto energético com sua digestão
  • Consuma alimentos termogênicos, como a pimenta, canela, gengibre, chá verde, chá preto e café
  • Não faça jejum intermitente ou prolongado sem a orientação médico ou de um nutricionista

 

A falta de movimento

Quando se é mais jovem, normalmente, as pessoas têm uma vida mais agitada. Elas vivem na correria do dia a dia, acordando cedo, indo para o trabalho, cuidando dos filhos, fazendo os serviços domésticos, etc.

Porém, a maioria das pessoas que se aposenta passa a ter uma vida com menos obrigações e atividades. Isso significa que, com menos movimento, elas gastam menos energia, ou seja, menos calorias.

Com o passar do tempo, mesmo mantendo a mesma alimentação, elas engordam, porque o gasto de energia será menor do que o consumo calórico dos alimentos. Isso é matemática: se você come mais calorias do que gasta, vai engordar!

Várias pesquisas confirmam esse comportamento, mostrando que as pessoas acima dos 60 anos são as mais sedentárias. Os idosos passam, em média, 10 horas por dia sentados ou deitados.

Por isso eu te pergunto: Quanto tempo você gasta por dia assistindo televisão?

Para se ter uma ideia de como o sedentarismo é prejudicial à saúde, assistir 1 hora de televisão por dia reduz em 22 minutos o tempo de vida. Já pensou quanto tempo de vida perdeu assistindo televisão?

Então, esse é o principal fator que traz dificuldade de emagrecer na terceira idade. Na verdade, ele favorece o ganho de peso em qualquer idade, mas, se agrava no envelhecimento.

Essa falta de movimento, isto é, o sedentarismo também é responsável por várias alterações na forma e na composição corporal, como a perda de massa muscular. Além disso, contribui para o desenvolvimento de várias doenças, como câncer, diabetes, pressão alta, colesterol alto, etc.

 

O que fazer para evitar ter dificuldade de emagrecer na terceira idade?

dificuldade de emagrecer na terceira idade

Hoje você descobriu o que estava te atrapalhando para ter um corpo jovem, em forma, saudável e capaz em qualquer idade.

Tudo o que você precisa fazer é cuidar da sua alimentação, mas, principalmente, fazer exercícios físicos para aumentar a quantidade de massa muscular, o gasto calórico e o metabolismo.

Não existe nenhum remédio capaz de trazer os benefícios que os exercícios proporcionam para o seu corpo e a sua saúde.

Mas, não é qualquer tipo de exercício que promove esses resultados. Por exemplo: os alongamentos são importantes para melhorar a mobilidade das articulações, mas não estimulam os músculos e gastam poucas calorias, afetando pouco o metabolismo.

Já a caminhada, embora tenha um gasto calórico maior, atualmente não é considerada o melhor exercício para emagrecer nem para estimular os músculos.

Então, o que você precisa para não ter dificuldade de emagrecer na terceira idade é de um programa planejado com os melhores exercícios para emagrecer e para ganhar músculos, com orientações alimentares e com acompanhamento para que você tenha mais resultados, em menos tempo e com a segurança para não se machucar.

Se você quer emagrecer, ter um corpo em forma e saudável, clique neste link para saber mais.

 

Até o próximo artigo!

Denize Terra

2019-07-04T09:39:29+00:00