Como se proteger do coronavírus

Como se proteger do coronavírus

Diante de tantas notícias sobre mortes por coronavírus no mundo, quem não está com medo de pegar o vírus?

Na verdade, apenas 20% das pessoas que contraíram o vírus apresentarão complicações, que precisarão de atendimento médico-hospitalar.

Mas, o problema é que, por ser altamente contagioso, os sistemas de saúde públicos e privados não têm capacidade para atender esses 20% ao mesmo tempo.

E esse é o principal motivo que levou os governos de vários países a adotarem o isolamento social da sua população.

Então, não importa se você é saudável e não corre risco de vida ao ser contaminado pelo vírus. O que importa nessa situação é não transmitirmos o vírus para outras pessoas. E isso é feito pelos cuidados básicos de higiene que vamos falar a seguir, mas, principalmente pelo isolamento social.

Essa é a única “vacina” disponível, é a única forma de encurtarmos o período de crise que estamos passando, que pode durar 1 mês ou 6 meses. Vai depender da atitude de cada um de nós.

Por isso, mesmo já tendo sido extremamente divulgado, acho importante reforçar sobre os cuidados necessários para se proteger do coronavírus, além de falar sobre como se manter saudável durante esse período.

PREVENÇÃO PASSO A PASSO

Veja as orientações do Ministério da Saúde para reduzir o risco de contrair ou transmitir o coronavírus.

  1. Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  2. Deixe álcool gel na bolsa, no carro e em vários pontos da casa.
  3. Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência, inclusive celular, controle remoto de TV, maçanetas e torneiras.

  4. Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos.
  5. Evitar o contato social, aglomerações e locais de grande circulação de pessoas, como supermercados, transportes públicos, shoppings e, principalmente, hospitais.
  1. Não ter contato próximo com pessoas doentes.
  2. Ficar em casa quando estiver doente.
  3. Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.

CUIDADOS GRUPO DE RISCO 

Todos nós devemos nos precaver, especialmente para poupar aqueles que tem maior risco de contrair o coronavírus.

Eu ouvi uma frase muito bonita sobre isso, é que nos faz pensar:

“Fique em casa, por quem não pode ficar”.

E nesta lista inclui os médicos, profissionais da saúde, policiais, doentes crônicos que têm que continuar com seus tratamentos, entre outras profissões.
Mas os cuidados que valem para todos devem ser redobrados para algumas pessoas. São elas: idosos, diabéticos, hipertensos, pessoas com doença respiratória crônica, insuficiência renal e portadores de doenças autoimunes.
Você pode se perguntar: Denize, por que idosos são um grupo de risco?
Segundo o médico infectologista Caio Rosenthal, uma série de fatores colabora para que esse grupo seja mais afetado que a população em geral.

▪ O sistema imunológico dos idosos costuma ser deficiente por causa da idade
▪ Mesmo as vacinas tomadas na juventude já não são tão eficazes, portanto há menos anticorpos no organismo
▪ Os pulmões e mucosas tornam-se mais frágeis e vulneráveis a doenças virais
▪ O idoso costuma engasgar e aspirar mais, inclusive levando mais a mão à boca, aumentando o risco de contágio
▪ Ele também vai a hospitais com mais frequência, ficando mais exposto a micro-organismos

Além das recomendações básicas para todas as pessoas, veja os cuidados específicos que os mais velhos devem tomar:
▪ Não sair de casa! Se sair, apenas quando for imprescindível.

▪ Estar com as vacinas em dia, inclusive da gripe, segundo a Sociedade Brasileira de Imunizações e a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia.

▪ Manter doenças como a diabetes e doenças do coração controladas pelo uso correto dos medicamentos e alimentação saudável.
▪ Ir a consultas médicas ou hospitais apenas quando for realmente necessário.

▪ Não fumar
▪ Fazer exercícios físicos. Veja os “10 motivos para fazer exercícios físicos em casa durante a quarentena”.

SINTOMAS  DO CORONAVÍRUS

Quais os sintomas do Coronavírus?

Assim como outras viroses respiratórias, os sintomas são:

Tosse, dificuldade para respirar, produção de escarro, congestão nasal ou conjuntival, dificuldade para deglutir ou respirar, dor de garganta, coriza e cansaço.

Cerca de 80% dos infectados terão sintomas leves, que podem ser tratados em casa.

Quem tiver sintomas leves como pouca febre, nariz escorrendo e febre baixa não precisa ir ao hospital, onde o risco de pegar o coronavírus é muito alto.

A recomendação médica é hidratação, repouso, isolamento e remédios para aliviar os sintomas, como antitérmicos e analgésicos.

Apenas quando houver falta de ar, tosse intensa, catarro com pus e/ou febre alta com calafrios ou pontas dos dedos e lábios arroxeados, a pessoa deve ir a um hospital.

 

COMO SE MANTER SAUDÁVEL

Durante esse período que as pessoas devem permanecer em casa, é importante adotar algumas atividades na sua rotina para você se manter saudável.

Afinal de contas, quando tudo isso passar, temos que estar bem para retomar a vida, certo?

Então, veja o que você deve fazer para cuidar bem da saúde:

  • Beba bastante líquido.

Pode ser água, água saborizada e chás.

 

  • Durma bem.

É durante o sono que o corpo se recupera, se fortalece e combate os agentes infecciosos e inflamatórios.

 

  • Tenha uma alimentação saudável.

Evite alimentos com muito açúcar, gordura e carboidratos de farinha branca.

Abuse de alimentos ricos em vitamina C, antioxidantes e anti-inflamatórios, como as frutas cítricas, vegetais verde-escuros, castanhas, gengibre e própolis.

 

  • Faça exercícios físicos.

Quem faz exercícios físicos adoece menos, porque, além da saúde estar em dia, o exercício fortalece a imunidade.

Para ter acesso diário a exercícios e conteúdos, participe do meu grupo do Telegram. Clique aqui https://t.me/joinchat/MmppJRec0Mk2nEGatvpGMQ

 

  • Ocupe bem o seu tempo!

Aproveite esse tempo para aprender coisas que você queria, mas não tinha tempo; fazer cursos pela internet e ler livros.

 

  • Não espalhe o medo, o pânico e o desespero!

Então, não fique assistindo e compartilhando notícias triste que espalham mais medo e desesperança nas pessoas sobre essa crise. Os números de pessoas contaminadas irão aumentar, assim como o de mortes. Porém, tudo isso vai passar!

 

  • Tenha fé e seja otimista.

Eu acredito que nada acontece por acaso. Tudo tem uma razão de ser, embora, muitas vezes desconhecemos os motivos de Deus. Por isso, faça as suas orações, acredite na justiça divina e tenha esperança que dias melhores virão!

 

Juntos nós vamos sair desta! É um momento de sermos solidários e responsáveis. Basta cada um fazer sua parte e esperar que um futuro melhor está por vir.

Vamos ajudar mais pessoas a se manterem saudáveis durante esse período.

Por isso, participe da Corrente da Saúde compartilhando esse conteúdo com seus amigos e contatos.

Vamos compartilhar saúde ao invés de Fake News!

Beijos no coração!

 

 

 

 

 

P.S: Se quiser receber vídeos de exercícios no seu celular, participe do grupo no Telegram, clicando no link https://t.me/joinchat/MmppJRec0Mk2nEGatvpGMQ

Para saber mais sobre o Telegram, assista o vídeo onde explico tudo sobre esse aplicativo.  https://youtu.be/qndSC5L8PEs

 

Acompanhe as minhas redes sociais:

 

2020-03-25T19:47:22+00:00