Como ter uma vida longa e saudável

Como ter uma vida longa e saudável

Você quer envelhecer com saúde e sem os problemas do envelhecimento? Ou quer ter uma vida longa e saudável?

É sobre isso que vamos falar nesse artigo.

Todo mundo quer envelhecer, mas ninguém quer ter dores pelo corpo, problemas de saúde e limitações físicas que prejudicam a qualidade de vida.

Ninguém quer depender de outra pessoa para se alimentar, para se movimentar e para fazer a higiene pessoal.

Ninguém quer ter uma doença mental, que é responsável pela perda de memória e da capacidade de tomada de decisões.

Mas, isso é uma coisa que não depende de nós e que faz parte do envelhecimento, certo? Será?

De fato, o processo de envelhecimento é responsável por vários problemas de saúde, como alterações hormonais, orgânicas e físicas. É muito comum as pessoas mais velhas sofrerem quedas, por perda de equilíbrio; não conseguirem caminhar por mais de 10 minutos por falta de resistência; terem dificuldades de subir escadas e se levantar de sofás baixos por fraqueza muscular; além de várias outras dificuldades. No entanto, esses problemas são acelerados quando combinados com o sedentarismo.

O sedentarismo é uma das principais causas de morte no mundo, sendo responsável por mais de 5 milhões de mortes por ano e mais de 300mil por ano, apenas no Brasil.

Os principais problemas causados pelo sedentarismo são:

  • Desenvolvimento de doenças: diabete, hipertensão, colesterol alto, osteoporose, câncer, Obesidade
  • Fraqueza muscular
  • Dor nas costas
  • Dores e problemas articulares
  • Quedas (desequilíbrios)
  • Doenças mentais: Alzheimer, Parkinson e depressão
  • Dependência física
  • Perda da qualidade de vida
  • Mortes precoces

Como a Organização Mundial da Saúde (OMS) identificou este problema, desenvolveu uma campanha mundial de combate ao sedentarismo para tentar reduzir o número de mortes e doenças causadas pelo sedentarismo em todas as faixas etárias.

Entretanto, as pessoas acima dos 60 anos são as mais sedentárias, passando, em média, 10 horas por dia sentadas ou deitadas. Para se ter uma ideia de como o sedentarismo é prejudicial à saúde, assistir 1 hora de televisão por dia reduz em 22 minutos o tempo de vida.

Então, imagine o efeito do sedentarismo no envelhecimento… É catastrófico!

O que estou querendo mostrar é que é não precisa ser assim. Esses problemas podem ser retardados ou até mesmo evitados. É possível ter Longevidade com Qualidade, ou seja, é possível, sim, ter uma vida longa e saudável.  

Você quer saber como?

Cuidando dos 5 pilares essenciais da Longevidade!

Os 5 Pilares da Longevidade são:

  1. Propósito de Vida
  2. Cuidados com o corpo
  3. Cuidados com a mente
  4. Relações afetivas e sociais de qualidade
  5. Espiritualidade

Hoje eu vou falar do exercício físico que faz parte do pilar com o corpo. No entanto, você pode ter mais detalhes sobre cada um dos 5 pilares da Longevidade  no meu livro Os segredos para viver mais e melhor após os 60

 

Como o exercício físico pode contribuir para uma vida longa e saudável?

Além de controlar a pressão arterial, glicose, colesterol e o próprio peso corporal, o exercício vai dar condições físicas para que o seu corpo esteja mais preparado para você realizar as atividades do seu dia-a-dia com mais facilidade, como por exemplo:

  • Subir escadas;
  • Carregar o neto no colo por mais tempo;
  • Carregar as compras;
  • Melhorar o equilíbrio para não cair e não ter as complicações da queda;
  • Melhorar as dores nas costas e nas articulações;
  • E qualquer outra atividade que você use o seu corpo para se movimentar.

Qual é o melhor exercício físico?

Provavelmente essa é a principal dúvida das pessoas.

Na verdade, não existe o melhor exercício, porque cada tipo de exercício trabalha diferentes capacidades físicas que são perdidas com o envelhecimento.

Por exemplo: a caminhada melhora a capacidade cardiorrespiratória, a musculação trabalha a força muscular e exercícios de equilíbrio, como o próprio nome diz, trabalham o equilíbrio, que também diminui com o envelhecimento, sendo a segunda causa de mortes em pessoas acima de 60 anos.

Por isso, a recomendação é que você realize os seguintes tipos de exercício na mesma aula:

  • Exercícios aeróbios, como caminhada, bicicleta e hidroginástica;
  • Exercícios de fortalecimento muscular, como a musculação e o pilates;
  • Exercícios de equilíbrio;
  • Exercícios de flexibilidade, como os alongamentos.

Dica de ouro

Embora todos os exercícios sejam importantes para a saúde e qualidade de vida, se fosse para escolher apenas 1 tipo de exercício físico, eu escolheria, sem dúvidas, os exercícios de fortalecimento muscular.

Por que? Eu vou te explicar…

À medida que se envelhece, são perdidas capacidades físicas como a força muscular, a resistência, agilidade, equilíbrio, flexibilidade, dentre outras. Porém, a principal perda física é da força muscular, porque pode levar a um quadro grave de incapacidade física, perda da qualidade de vida, maior risco de quedas, depressão e morte precoce.

Nesse sentido, o grande objetivo do exercício físico para pessoas acima dos 60 é fortalecer os músculos para melhorar a qualidade de vida e a capacidade de realizar os movimentos do corpo sem limitações e dores.

Dada a importância desse tipo de exercício para a saúde e qualidade de vida das pessoas acima dos 60, a OMS publicou no seu relatório sobre Saúde e Envelhecimento (2015) recomendando fortemente que todas as pessoas acima de 60 anos devem realizar exercícios de força para:

  • Fortalecer os músculos e assim melhorar a capacidade funcional
  • Diminuir o risco de quedas;
  • Prevenir e tratar a osteoporose;
  • Auxiliar no tratamento da diabetes, da pressão arterial e da artrose;
  • Melhorar a dor nas costas;
  • Melhorar a função cardiovascular e metabólica;
  • Reduzir os fatores de risco coronarianos e assim o risco de mortes precoces.

Intensidade do exercício

Uma outra coisa que você precisa saber é em relação à intensidade do exercício. Para que os exercícios físicos possam, de fato, melhorar a sua saúde, é necessário realizá-los de forma moderada a intensa, no mínimo 3 vezes por semana, por 20 a 60 minutos, de forma contínuoa, ou seja, por toda a vida.

Isso significa que, se você parar de praticar exercícios, você vai perder os benefícios à sua saúde, que lutou com tanto suor e esforço, para conseguir. Só assim, você vai garantir sua saúde física, mental e qualidade de vida!

Então, fica a dica: faça exercícios físicos e aproveite a vida com mais saúde, qualidade e sem depender de ninguém no futuro.

Mas, se você não gosta de fazer exercícios, reflita sobre as perguntas abaixo:

Como você quer passer o resto da sua vida: doente ou com saúde?

Aproveitando a vida ou dependendo de alguém para viver?

Sei que não é fácil mudar hábitos, como sair do sedentarismo e começar a fazer exercícios físicos, principalmente, para quem não gosta. Mas, a vida é feita de escolhas e cada uma delas tem as suas consequências. Qual é a sua?

Caso você tenha se decidido por uma vida mais longa, saudável e com qualidade de vida, clique no botão abaixo e comece agora o programa de exercícios Longevidade com Qualidade.

Programa Online de Exercícios Físicos, planejado para pessoas acima de 60 anos que querem viver mais, com mais saúde e qualidade de vida, porque trabalha todas as principais capacidades físicas que são perdidas com o envelhecimento, como a perda de força muscular, resistência física, equilíbrio, flexibilidade e mobilidade.

É um programa completo, que você pode fazer em casa e que vai garantir a sua independência física por muitos e muitos anos.   

Até o próximo post!

Denize Terra

Personal Expert em Longevidade

Fundadora do Programa Longevidade com Qualidade

2019-02-25T13:02:38+00:00