Como Iniciar a Prática de Atividades Físicas Após os 60 Anos Sem se Machucar

Olá!

Aqui é a Denize Terra, especialista em longevidade e hoje eu quero te falar sobre os cuidados que você precisa tomar para não se machucar ao começar a praticar atividades físicas após os 60 anos.

 

No começo do ano, praticamente todas as pessoas desejam praticar atividades físicas, seja para melhorar a saúde, emagrecer, recuperar a força e disposição ou por vários outros motivos.

 

 

Inclusive, você pode ler o artigo que publiquei dando dicas de como você pode colocar as promessas de Ano Novo em prática clicando aqui.

 

No entanto, é muito comum as pessoas começarem a praticar atividades físicas por conta própria e se machucarem. Já cansei de ver casos de pessoas que começaram a caminhar e tiveram que parar, por causa de dores dos joelhos ou nas costas.

 

Ou então, pessoas que passaram mal durante o exercício, porque não se alimentaram adequadamente ou fizeram um esforço maior do que o recomendado.

 

Sem falar naquelas que, infelizmente, tiveram um problema de saúde mais sério, como um infarto.

 

O problema não está na atividade física, mas na falta de cuidado e de informações!

 

É por isso que resolvi fazer esse artigo, para falar sobre os cuidados que você precisa tomar para não se machucar ao começar a praticar atividades físicas após os 60 anos.

 

Na verdade, eu selecionei 14 cuidados, que, na minha opinião, são os mais importantes e que vão assegurar que você não se machuque.

 

Então, vamos lá!

 

  1. Faça uma avaliação médica antes

Antes de começar qualquer atividade física, consulte seu médico e perguntar se você pode começar um programa de exercícios físicos.

 

Não faça atividade física se o seu médico não te liberar. O ideal é ir a um cardiologista para ele avaliar as condições do seu coração.

 

  1. Use roupas adequadas e confortáveis

 

Escolha roupas leves e que não limitem os seus movimentos, como tecidos de algodão, lycra ou dryfit.

 

  1. Use um tênis com amortecimento e solado antiderrapante

 

Isso é muito importante: não use chinelos, sandálias e sapatilhas!

 

O tênis com amortecimento e solado antiderrapante diminui o impacto sobre as articulações do tornozelo, joelhos, quadril e coluna, prevenindo o risco de problemas nessas articulações. Por isso, use sempre um tênis com amortecimento!

 

  1. Beba água

 

Após os 60 anos, as pessoas sentem menos sede, mas não significa que não estejam suando ou perdendo água. E, quando estão se exercitando, perdem mais água ainda.

 

É por isso que muitos idosos, no calor, têm problemas graves causados pela desidratação.

 

Então, tenha sempre uma garrafinha de água durante sua atividade física, principalmente nos lugares que são muito quentes.

 

  1. Olhe ao seu redor

 

Se você vai fazer exercícios em casa, olhe com atenção ao seu redor e verifique se o ambiente está livre de objetos (como fios, sapatos e tapetes) ou móveis para você não se machucar.

 

E certifique-se de que o piso não esteja escorregadio ou irregular.

 

  1. Aprender a “ouvir” o seu corpo

 

A dor é um sinal que seu corpo está enviando de que algo não está bem. Muitas vezes, só damos “ouvidos” a ela quando ela está gritando, ou seja, quando realmente a dor é muito forte. Esse é um erro muito comum que deve ser evitado!

 

De uma forma geral, quando a dor é na articulação você deve parar o movimento ou o exercício para não se machucar. Se ela persistir após o exercício físico, procure um médico especialista para verificar se houve lesão.

 

  1. Alimentação antes e após o treino

 

Nunca faça exercício físico em jejum!

 

É muito importante saber o que comer antes e depois das aulas para você ter energia, não passar mal e ter os resultados que deseja.

 

Recomenda-se que, cerca de 30 minutos antes do exercício físico, você consuma alimentos que se transformem em energia rapidamente, como frutas, sucos e carboidratos como pães e torradas.

 

Após os exercícios, você deve comer alimentos para repor a energia e a proteína do músculo que foram usadas durante o exercício.

Nesse caso, consuma alimentos com proteína e carboidrato de baixo índice glicêmico, como por exemplo, ovos, leite e derivados e frutas.

 

Recomendo, sempre, consultar uma nutricionista para adequar sua alimentação às suas necessidades para obter resultados mais rápidos.

 

  1. Procure um profissional qualificado

 

Quando você tem um problema de coração, você procura um médico cardiologista, certo? Da mesma forma deve ser com um profissional de Educação Física.

 

Um profissional qualificado é aquele que, além da graduação em Educação Física, tem, no mínimo, uma especialização na área em que trabalha. Por exemplo: existem especializações para quem trabalha com esporte de alto rendimento, corrida, natação, personal training e doenças crônico não-transmissíveis.

 

Portanto, pergunte ao profissional qual a especialização que ele fez antes de entregar sua saúde nas mãos dele.

 

  1. Siga as orientações do professor

 

Depois de escolher um profissional qualificado, você deve seguir as suas orientações. Quando um profissional elabora um treino, ele não escolhe os exercícios aleatoriamente. São consideradas inúmeras variáveis para que você tenha os resultados sem se machucar.

 

Isso quer dizer que você deve seguir o treino do jeito que ele planejou, sem alterar os exercícios que ele passar, respeitando o número de série e repetições, a intensidade, os tipos de exercícios, o intervalo de descanso entre as séries e até os dias de descanso para alcançar os resultados desejados sem se machucar. Caso tenha algum problema com o treino, converse com ele para fazer as mudanças necessárias sem por a sua saúde em risco.

 

  1. Respeite os dias de descanso

 

Nem sempre mais é melhor! No caso do exercício físico, o excesso pode resultar em overtraining, que provoca perda de rendimento físico, cansaço físico e mental, maior risco de lesões, dores musculares e queda da resistência imunológica. Por isso, o melhor a fazer é conversar com o seu treinador e seguir as orientações.

 

  1. A intensidade do seu esforço

 

Existem duas formas muito simples de medir o seu cansaço.

 

Você pode dar uma nota de 1 a 10, sendo 1 “Extremamente leve” e 10 “Exaustivo”. E a outra forma é perceber a sua respiração.

 

A sua respiração deve ficar mais acelerada, mas não deve ficar ofegante. Isso significa que você consegue conversar, mas com certa dificuldade. Se estiver conversando normalmente é porque está muito fácil, mas se não conseguir falar, descanse e se recupere.

 

Para você ter resultados fazendo atividade física, procure ficar entre 5 e 7, que representa um esforço de leve para moderado.

 

  1. Evite exercícios com saltos no começo

 

Exercícios com saltos aumentam consideravelmente o impacto sobre as articulações, principalmente a do joelho e da coluna.

 

Portanto, no começo, quando a sua musculatura não está forte o suficiente, evite fazer exercícios físicos como corrida, pular corda e outros com saltos para não machucar as articulações. Prefira exercícios de fortalecimento muscular, como o pilates e a musculação para protegê-las.

 

  1. Faça exercícios de fortalecimento muscular

 

A perda da força muscular é a principal causa de incapacidade física na velhice.

As pessoas ficam corcundas, usam bengalas e têm dificuldades de andar e subir escadas quando ficam mais velhas porque perdem a força muscular.

 

E a única forma de manter ou recuperar os músculos é com exercícios específicos de fortalecimento muscular. Esse é o único remédio!

 

Então, se você não quer ter lesão e não ter limitações físicas, faça exercícios de fortalecimento muscular. Pode ser musculação, pilates, ginástica ou treinamento funcional. O importante é trabalhar os músculos!

 

  1. Durma bem

 

É durante o sono que o corpo se restabelece de todo o desgaste causado a ele durante o dia, inclusive os desgastes físicos provocados pelo exercício físico.

Quem não dorme bem tem menos disposição para realizar os exercícios, não recupera os músculos, não tem bons resultados e tem mais chance de ter uma lesão.

Portanto, tenha uma boa noite de sono para recuperar o seu corpo e não se machucar!

 

 

Você viu quantos cuidados precisa tomar para não se machucar ao iniciar a prática de atividades físicas após os 60 anos? São muitas informações que devem ser consideradas!

 

E foi justamente, pensando em tudo isso, que eu criei o programa Longevidade com Qualidade!

 

Esse é um programa desenvolvido com exercícios pensados e selecionados a dedo para quem tem mais de 60 anos, que segue uma sequência progressiva para evitar lesões e proporcionar os melhores resultados.

 

É um programa que você pode fazer em casa, através da internet, sem precisar comprar qualquer equipamento, com total segurança e sem nenhum risco de lesão!

 

Além de ser muito acessível.

 

Confira alguns dos benefícios que você terá fazendo o programa:

 

  • Mais força, disposição e energia;
  • Menos dores nas costas e nas articulações;
  • Mais agilidade, mais fôlego e mais equilíbrio;
  • Controle da pressão, colesterol e diabete
  • Melhora da memória e do funcionamento do cérebro, prevenindo o Alzheimer, porque você vai ganhar um bônus para exercitar o cérebro.

 

Agora que você já sabe que o programa Longevidade com Qualidade foi pensado para você quem tem mais de 60 anos e não quer se machucar, CLIQUE AQUI para conhecer todos os detalhes do programa e comece hoje mesmo!

 

Que tal começar agora mesmo?

 

Bjos e até mais!

Denize Terra

 

p.s. CLIQUE AQUI para conhecer o Programa Completo, planejado especialmente para quem tem mais de 60 anos e deseja começar a praticar atividades físicas.

2019-03-15T01:32:46+00:00