Atividade Física: um aliado poderoso no combate ao câncer de mama

Atividade Física: um aliado poderoso no combate ao câncer de mama

Todo mundo sabe que praticar atividades físicas regularmente é importante para a saúde. A atividade física ajuda a controlar a pressão arterial, a diabetes, colesterol, depressão, sono, e vários outros benefícios à saúde.

Mas, o que muitas pessoas não sabem é que a atividade física pode reduzir em 30% as chances do câncer de mama, assim como o desenvolvimento de outros 26 tipos de câncer.

Para saber todos os fatores que podem desenvolver o câncer de mama, leia o artigo Câncer de Mama: o que fazer para nunca ter 

Sedentarismo: o mal do século

O sedentarismo é responsável por mais de 5 milhões de mortes no mundo por ano. No Brasil, quase metade da população brasileira é sedentária. O problema é que, a maioria das doenças são causadas pelo sedentarismo, incluindo o câncer de mama.

Sem dúvida, o combate ao sedentarismo é a atitude mais barata e eficaz na prevenção ao câncer de mama. É o que comprova uma pesquisa recente que acompanhou 59 mil mulheres por um período de oito anos. Durante este período, cerca de 2100 mulheres tiveram diagnóstico de câncer de mama. Ao analisar todas as mulheres do estudo, os pesquisadores chegaram à conclusão que as mulheres que faziam, pelo menos quatro horas semanais de atividade física regularmente, apresentavam uma incidência 20% mais baixa de aparecimento da doença. Este estudo foi realizado pelo Instituto Gustave Roussy na França.

Além desse, vários estudos científicos publicados nos últimos anos comprovam a importância da atividade física regular na redução da incidência da doença:

Herança genética bendita

Quem tem histórico familiar de mãe com câncer de mama tem um risco maior de desenvolver a doença, pelo fator genético. E isso não pode ser modificado, certo?

Sim e não. Realmente não é possível mudar essa carga genética. Porém, foi publicada uma pesquisa recente mostrando que o benefício da atividade física no combate aos riscos de câncer de mama não é apenas para a pessoa, mas para seus descendentes diretos também.

Isso significa que, mesmo sem praticar exercícios, as “herdeiras” recebem uma importante contribuição genética “fitness” que contribui para evitar o surgimento de tumores malignos.

Essa é uma descoberta muito importante para a prevenção e controle da doença, não só de quem se exercita, mas da próxima geração, que guarda esses benefícios da saúde no DNA.

Essa pesquisa foi divulgada pelo jornal científico Carcinogenesis, liderada pelo Memorial Sloan Ketterin Cancer Centre (NY), Universidade do Colorado e Universidade de Michigan.

Atividade física: um aliado poderoso no combate ao câncer de mama

A questão principal é: qual a quantidade necessária para combater o câncer de mama?

Alguns estudos descobriram que até poucas horas por semana é melhor do que nada. No entanto, os maiores benefícios são obtidos em intensidade maiores.

A Sociedade Americana de Câncer recomenda que os adultos façam, pelo menos, 150 minutos de intensidade moderada ou 75 minutos de atividade de intensidade vigorosa a cada semana (ou uma combinação destes), preferencialmente distribuídos ao longo da semana.

De forma simples, você pode fazer atividade física 3 vezes na semana da seguinte forma:

  • 50 minutos de exercícios moderados por dia ou
  • 25 minutos de exercícios intensos por dia.

Atividade moderada é quando aumenta a sua respiração e frequência cardíaca . Ou seja, você consegue falar, mas não consegue cantar durante a atividade.

Enquanto que, em atividades vigorosas ou intensas, o seu coração e a respiração estão muito acelerados e você não consegue manter por muito tempo a atividade física.

É possível realizar atividades físicas em intensidades moderadas durante uma caminhada mais acelerada ou em terrenos com subidas, mais velocidade na bicicleta, assim como na hidroginástica e na dança.

Atividades que melhoram a força muscular e a flexibilidade, como musculação, pilates, alongamento ou ioga, também são importantes e benéficas.

Teoricamente é muito fácil combater o sedentarismo, mas, na prática, começar a praticar atividades físicas e continuar praticando é o grande desafio. Não disse que é fácil, mas é possível!

Ao incorporar as atividades físicas na sua vida, você não vai, apenas, combater o câncer de mama. Você vai também melhorar a sua saúde, ter mais qualidade de vida e condições de aproveitar a vida e ser mais feliz!

Então, se você quer reduzir a sua chance de desenvolver câncer de mama em 30% e melhorar a sua saúde e qualidade de vida, conheça o nosso programa de exercícios.

Clique aqui  para evitar o câncer de mama e recuperar a sua saúde e vitalidade!

Até o próximo post!

Denize Terra

Personal Trainer de idosos

Fundadora do Programa Longevidade com Qualidade

Referências

http://www.oncoguia.org.br/cancer-home/cancer-de-mama/20/12

http://www.oncoguia.org.br/conteudo/fatores-de-risco-para-cancer-de-mama-relacionados-ao-estilo-de-vida/1377/1128/

http://www.oncoguia.org.br/conteudo/estimativas-no-brasil/1705/1/

https://www.cancer.org.br/10-numeros-preocupantes-sobre-cancer-de-mama-no-brasil-e-no-mundo/

http://www.saude.mg.gov.br/saudedamulher

2019-01-03T10:54:58+00:00