3 exercícios de equilíbrio para idosos

Você está tropeçando muito? Veja três exercícios de equilíbrio que vão ajudar você a ter mais confiança nos movimentos.

Sabia que a falta de equilíbrio é o que leva você a tropeçar?

Você notou se, ultimamente, tem tropeçado muito?

Você tem pisado em falso com frequência?

Esbarrar nos móveis pela casa já é quase uma rotina?

Se a resposta for sim para estas perguntas, fique alerta a estes sinais.

Eles podem indicar alguns problemas como…

  • Falta de equilíbrio que vem com a idade;

  • Perda de força muscular nos membros inferiores;

  • Diminuição da flexibilidade do tornozelo, joelhos e quadril;

  • Maior lentidão nos reflexos de ajuste da postura corporal e da capacidade de resposta muscular.

O mais grave é que qualquer um desses problemas pode resultar em quedas.

Só para você ter noção do problema, as quedas são responsáveis pela segunda causa de morte por lesão em pessoas com mais de 75 anos.

E, ao contrário de pessoas mais jovens, os idosos não conseguem se proteger durante o tombo. O resultado disso? Hematomas, fraturas, lesões graves como traumatismo craniano e até mortes.

Isso é muito sério! Estudos indicam que as quedas representam 90% das fraturas de quadril em pessoas acima de 65 anos.

Sabe outro efeito crítico das quedas? O medo!

Isso mesmo! O idoso, com receio de cair, restringe os seus movimentos. Ele acaba reduzindo as atividades físicas e sociais e entrando num ciclo vicioso que aumenta, ainda mais, o risco de queda.

Uma pesquisa realizada no Canadá, durante três anos, mostrou que, contrariando o senso comum, a maior parte das quedas não acontece enquanto as pessoas estão caminhando e sim, quando estão se abaixando.

Surpreendente, concorda?

Os tropeços sim, ainda têm relação direta com os tombos. Na verdade, segundo o estudo canadense, eles são a segunda causa mais recorrente de queda. Além disso, 41% dos idosos não foram capazes de reequilibrar o corpo depois de dar um passo em falso.

As causas dos tropeços, assim como as causas das quedas, estão relacionadas aos fatores citados no início deste artigo, como falta de equilíbrio e perda de força muscular, aspectos muito comuns no envelhecimento.

É por isso que os exercícios físicos são tão importantes para os idosos, por retardar e até por reverter os efeitos severos que acompanham o envelhecimento, entre eles, a falta de equilíbrio.

Eu recomendo, inclusive, um artigo que fiz recentemente chamado “Você tem sentido tonturas? Confira os exercícios para devolver o equilíbrio aos idosos.” Para ter acesso basta clicar aqui.

Exercícios de Equilíbrio para idosos

O importante é você se conscientizar que pode reduzir os riscos de tropeços e, consequentemente, as quedas.

Você precisa se movimentar com segurança. Essa desenvoltura é completamente possível ao se praticar, regularmente, exercícios funcionais para idosos.

Outra ação essencial é a capacidade do idoso em recuperar o equilíbrio rapidamente. Algo que também é viável para você, caso priorize os exercícios de equilíbrio.

Então, para evitar os tropeços é preciso fazer exercícios de equilíbrio e fortalecer alguns músculos responsáveis pelo movimento de tirar o pé do chão e levantar a perna.

Você pode conferir alguns exercícios específicos para recuperação do equilíbrio clicando no artigo Exercícios para equilíbrio de idosos ou assistir ao vídeo no meu canal do YouTube em que ensino a fazer os exercícios.

Você deve alongar também os músculos encurtados que estão impedindo esse movimento de levantar a perna, ok?

E para potencializar a sua força muscular, ensinarei agora três exercícios físicos que podem ser feitos em casa e que vão ajudar você a reduzir a falta de equilíbrio. Tente fazê-los, certo? Estes serão os primeiros passos para uma longevidade com qualidade.

1. Flexão do dorso do pé

Com os pés apoiados no chão, levar a ponta de um pé em direção ao joelho. Troque o pé e faça três séries de quinze repetições em cada pé.

2. Flexão de quadril em pé

Em pé, apoiado em uma cadeira ou parede, tire um pé do chão e leve seu joelho em direção ao peito. Troque de perna e faça três séries de quinze repetições em cada perna.

3. Anterior de coxa e quadril (Íliopsoas)

Com um pé apoiado no banquinho ou degrau e o outro no chão, leve o seu quadril para frente sem dobrar o joelho da perna de trás.

De preferência, tente não tirar o calcanhar da perna de trás do chão, mas se for inevitável, não tem problema. Sinta alongando o músculo na parte da frente da coxa, perto do osso do quadril.

Mantenha por 30 segundos e volte devagar. Troque de perna e repita. Faça duas séries de 30 segundos em cada perna.

Dica da Denize:

Redobre o cuidado com relação à disposição dos móveis da sua casa. Se você tem que se desviar deles, o risco de um tropeço e uma queda é maior.

Prevenir é sempre melhor do que remediar. Pense nisso!

 

E se você deseja receber mais dicas de exercícios para manter sua independência funcional, cadastre seu e-mail abaixo e receba os conteúdos em primeira mão.

[mc4wp_form id=”214″]

2018-02-16T15:41:48+00:00